Em Bogotá é possível encontrar restaurantes típicos, internacionais e especializados em diferentes partes da cidade. Tem para todos os gostos e bolsos. Existem muitas regiões com concentração de restaurantes: Usaquén, Zona G, Zona T, La Candelária e no Centro histórico.

Entre os pratos de destaque típicos, estão o Ajiaco Santafereño, uma sopa feita com frango, batatas de diferentes variedades, milho e guascas (uma especiaria), que geralmente acrescenta creme e alcaparras e é acompanhado de abacate e um creme de frutas. O feijão deles também é bem gostoso. E quase todos os pratos vem acompanhado com alguma coisa de banana, uma delicia =)

Para comer os pratos típicos recomendo o La Casa Vieja, tem no centro e Usaquen.

No Monserrate, eu conheci o Santa Clara. Eu pedi o prato mais simples, o famoso PF Colombiano, tinha arroz, feijão, bife, salada e banana. Uma média de R$ 25 reais o prato. O ambiente é super agradável, tem uma vista super bonita. Valeu muito a pena!

O famoso Andrés Carnes de Res,em Chia, é uma atração da região. Restaurante e balada. Oferecem táxi para levar de volta para Bogotá e até mesmo motorista para veículo próprio para quem bebe demais. O prato ajiaco, espécie de sopa de batatas, frango e milho que depois se acrescenta abacate, arroz e creme de leite. Eu não conheci a versão em Chia mas fui na filial que fica na Zona T, o espaço têm quatro ambientes (Inferno, Terra, Purgatório e Céu), fica bem cheio e foi divertido =)

IMG_1924

EM Bogotá têm várias redes, e eu adorei também: Crepes & Waffles (variedade incrível. Recomendo os doces!). E a rede fast food El Corral.

BEBER
Existem muitas cervejarias artesanais em Bogotá. Têm um tour que eu não consegui fazer por falta de tempo, mas que pode ser legal. Você visita 3 pubs da cidade por um preço fixo. Para mais informações, veja aqui.

CONFIRA TAMBÉMbogotá-onde ficar-01-01 bogota-oquefazer-01 BOGOTA-COMPRAS-01

Compartilhe:

Bogotá não têm estação do ano, é o mesmo clima todos os dias do ano. Os dias são frios e chuvisca bastante durante o dia. Leve guarda-chuva/ capa de chuva, roupas de frio (botas, cachecol, etc) e sapatos confortáveis e que não molhem.
Eu fui em meados de novembro e peguei uma média de 17° durante o dia e 10° a noite.

O QUE FAZER
Bogotá é anfitriã de intermináveis espaços culturais. São 58 museus, 62 galerias de arte, 33 bibliotecas tecnológicas, 45 salas de palco, 75 áreas esportivas personalizadas e 75 parques de atração, além de mais de 150 monumentos nacionais. Muitos destes são de renome mundial. Obviamente que não consegui fazer tudo, mas conheci os principais =)

CANDELÁRIA/CENTRO HISTÓRICO
O centro de Bogotá, é nessa região que tem mais concentração de pessoas, onde você consegue apreciar as construções históricas, os principais museus. Visitamos o Museo del Oro, é deslumbrante! Coisa de primeiro mundo. A maior coleção de artefatos de ouro da América Pré-Colombiana. Lá está tudo que os espanhois não conseguiram pilhar no período da colonização. O prédio está completamente renovado. (Calle 16, 5-41, Centro, tel. 284-7450. Aberto de 3ª a sábado, das 9 às 19h; domingos, das 10h às 17h. Entrada: $2800, domingos de graça).

Ao lado do Museu do Ouro, fica o Museu da Esmeralda, bem pequeno, mas com uma vista incrível do Centro. Têm também o mercado com presentinhos típicos da região e diversas galerias que vendem esmeraldas (super baratas).

Na Candelária dá para se perder entre as ruazinhas, são diversas igrejas, prédios, e onde estão os outros museus bem bacanas, como:

• Donación Botero, Calle 11, 4-41, Centro, tel. 343-1331. Coleção totalmente doada por Fernando Botero. Além de suas obras, tem Renoir, Picasso, Dali, Monet, Matisse etc. Aberto de 3ª a sábado, das 9 às 19h; domingos, das 10h às 17h. Entrada franca.
• Casa de la Moneda, vizinho ao Botero.
• Museo Nacional, Cra. 7, 28-66, tel. 334-8366. Construído em 1863 é o mais antigo do país. Arqueologia, etnografia. arte indígena e afro-colombiana. Aberto de 3ª a sábado, das 10 às 20h; domingos, das 10h às 16h.
• Museo de Arte Moderno de Bogotá, Calle 24, 6-00. Também chamado de MamBo, é um museu baste completo. Aberto de 3ª a sábado, das 10 às 17h30; domingos, das 10h às 15h30.

bogota-01bogota-centro-01 bogotá-01
ZONA T/ZONA ROSA
O mais legal é aproveitar a noite nessa região. São muitos bares, pubs, restaurantes.
De dia vale a pena conhecer as praças e shoppings. Aos domingos a região fica fechada para os ciclistas, pedestres, crianças brincando…enfim, uma maravilha!

bogota-zonat-01

MONSERRATE
Monte mais alto da cidade, com igreja, restaurantes, feirinha de objetos “artesanais” e comidas populares. Há dois meios de transporte: funicular e teleférico. Pode-se subir e descer por quaisquer dos meios, e o ingresso é o mesmo: ida-e-volta custa 8 mil nos finais de semana e 15 mil nos dias úteis; às vezes tem promoção por 5 mil, no domingo de manhã.

bogota-monserrate-01

USAQUEN
Bairro histórico onde fica o Mercado de Pulgas. O bairro de Usaquén é repleto de restaurantes transados e lota no domingo, quando bogotanos e turistas circulam pelas ruas estreitas de casinhas bem conservadas (podemos comparar a Embu das Artes – SP, aos domingos). O Mercado de Pulgas tem lindo artesanato e pratos típicos para quem quiser conferir a culinária local. É um programa muito legal para a manhã de domingo.

usaquen-bogota-01
ZIPAQUIRÁ
Uma cidade muito próxima a Bogotá (uns 45 km) famosa pela Catedral de Sal. É uma Catedral construída dentro de uma mina de sal, foi votada recentemente como a maior atração turística da Colômbia. É um passeio para um dia todo ou meio período. Existem diversos passeios dentro da catedral que levam de 1h30 a 5h00. Vai do animo de cada um e do tempo.

Veja se consegue o táxi no próprio hotel e reserve com antecedência. Mas tente pechinchar e só aceite se for para te levar, esperar e trazer de volta ao hotel. Tente fechar por uns U$70,00 (mais ou menos uns 130 mil pesos colombianos). Como é o programa turístico dos domingos, pergunte se no seu hotel tem outros turistas que querem ir, junte o grupo e rache a despesa do táxi.

catedral-sal-bogota-01

Gostou?! Conte-nos o que você fez em Bogotá 😉

CONFIRA TAMBÉM 

bogotá-onde ficar-01-01 COMES-BOGOTA-01 BOGOTA-COMPRAS-01

Compartilhe:

Se você está pensando em ir até Bogotá provavelmente vai ter um tio, uma prima, ou mesmo um amigo da onça comentar: “Nossa, Cuidado, é muito perigoso!” Bobeira, avise aos desinformados que isso é passado. Bogotá é a cidade mais policiada das Américas.

Tem policiais por toda parte, cuja tarefa se completa por soldados do exército e seguranças privados, o que dá uma sensação boa de segurança. Não tive nenhum problema, mas é claro, não fui andar a noite pelo centro da cidade (quando as ruas ficam escuras e sem movimento). Não aconteceu comigo, mas dizem que os policiais revistam as pessoas nos espaços públicos (museus, shoppings e até mesmo no ônibus) , eles podem mandar abrir a bolsa e olhar o que tem dentro, independente da tua aparência ser de riquinho ou maloqueiro, turista ou local.

No entanto, eu gosto sempre de ficar em lugares tranquilos, que eu consiga caminhar a noite em segurança.

Acho o item mais importante de qualquer viagem é onde ficar na cidade. Eu pesquisei bastante e sem dúvida nenhuma escolhi a Zona Rosa (bem perto da Zona T), é um bairro residencial, bem limpo, seguro, e no meio da Zona T (região dos restaurante, bares e shopping) e na Parque 93, uma praça Gourmet.

IMG_2204

Ficamos hospedados no Hotel B3 Virrey. Eu adorei! Tem um clima bem descontraído – um lounge que a noite rola um happy-hour – super bem localizado e com preço bem acessível! Ouvi falar muito bem do Celebrities Suites, um apart-hotel boutique bem simpático que fica na Calle 74 com a Carrera 11 em Chapinero.

TRANSPORTE

Provavelmente você já ouviu dizer que Bogotá tem um sistema de transporte super eficiente! É o TransMilenio, construído em 1998, são veículos articulados que circulam principalmente por corredores exclusivos. Atende 70% da cidade e calcula-se que 1.400.000 pessoas se utilizam do serviço diariamente. Como estava a trabalho, utilizei o taxi, mas quem usou, gostou!

bogotá-taxi

Os taxis, são incrivelmente baratos e você encontra milhares na rua! É impressionante a quantidade de taxis que têm Bogotá. Tem a opção de “do hotel” – taxis mais confortáveis porem mais caros – e a opção da rua. O importante é sempre perguntar/negociar o preço antes de entrar no taxi. Ao chegar em Bogotá, no aeroporto, o motorista me cobrou COP 40.000 (Aprox. R$ 50 reais) para ir até a Zona Rosa, depois descobrimos que foi praticamente um assalto um absurdo, o preço correto seria COP 20.000 (Aprox. R$ 25 reais). Então fica a dica: SEMPRE pergunte o preço antes de entrar no taxi.

Estimativa: Para ir da Zona T até o Centro-Candelária nós pagamos 15 mil pesos, aproximadamente R$ 18 reais, para um percurso de 40 minutos (no horário de pico).

CONFIRA TAMBÉM

bogota-oquefazer-01 COMES-BOGOTA-01 BOGOTA-COMPRAS-01

Encontre mais hotéis e hostels na Colômbia:


Booking.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe: