Dia 7 de Setembro, Dia da Independência do Brasil, nada mais justo que um post relacionado a este feriado nacional!

Não vou me estender muito na história, mas sim apresentar a vocês, uma opção de lazer, principalmente para o dia de hoje e para os moradores/visitantes da Cidade de São Paulo. Se não programou nada, o Parque da Independência é opção bacana, que agrega cultura e saúde.

Vista Aérea do Parque da Independência

Vista Aérea do Parque da Independência

No dia 07 de Setembro de 1822 foi declarada a Independência do Brasil por D. Pedro I, que proferiu o Grito do Ipiranga às margens do Riacho do Ipiranga. Em homenagem a este marco histórico, foi tombado o Parque da Independência. Na área do parque está a Casa do Grito, o Monumento da Independência e Cripta Imperial, o Museu Paulista e o Museu de Zoologia (USP).

O parque é dividido em duas partes, já que uma rua o corta ao meio. Na parte mais abaixo, está localizado o Monumento da Independência e a parte acima, o Museu do Ipiranga. Nesta divisão, também conseguimos dividir os grupos de esportistas.

Na parte abaixo, encontramos muitos skatistas com seus longboards, o Parque oferece uma descida larga, não muito inclinada, mas perfeita para prática do esporte devido as condições do asfalto.

virada-esportiva-parque-da-independencia

Na parte acima, encontramos os corredores e praticantes de caminhadas. Atrás do Museu, há uma pista de cooper, não muito extensa, porém bastante arborizada que permite caminhar ou correr curtindo um visual muito agradável.

IMG_1621-e1390825650505

O parque também oferece aparelhos de ginástica e playground. Um dos pontos legais, é que é possível entrar com cachorros. Ou seja, o parque atende a todos os públicos, até mesmo os caninos.

Curtiu? Veja onde está localizado e horário de funcionamento:

Endereço: Av. Nazareth, s/n – Ipiranga
Horário: diariamente das 5h as 20h
Telefone: (11) 2273-7250

Compartilhe:

Dia de celebrar uma das profissões que passei a admirar e até pensar em estudar! O nutricionista é muito mais que a pessoa que vai te passar uma dieta para emagrecer. É um profissional que promove e recupera a saúde, além de atuar na prevenção de doenças. O nutricionista estuda e conhece profundamente a estrutura dos alimentos e o corpo humano.

O nutricionista pode atuar em várias frentes: Alimentação Coletiva – em empresas alimentícias, restaurantes, hotéis, escolas, etc.; Nutrição Clínica – em hospitais, clínicas, consultórios, etc.; e Saúde Coletiva – na promoção de programas e políticas institucionais.

unnamed

Conheçam 5 benefícios em se consultar com um nutricionista:

1. Prevenção de Doenças

O nutricionista atua na medicina preventiva através da alimentação. Uma alimentação balanceada é capaz de diminuir o risco de infartos, além de prevenir e controlar as doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Até mesmo o câncer pode ser evitado através de uma dieta saudável.

2. Emagrecimento

A obesidade é a doença do século, mais da metade da população está acima do peso. A obesidade é considerada uma doença crônica, mas pode ser controlada através de tratamento médico e nutricional. O nutricionista é capaz de recomendar a dieta ideal para cada caso, através de uma avaliação específica, potencializando a queima de gordura e dos quilos extras. Além de te ajudar a comer bem e fazer as escolhas certas.

3. Exercícios Físicos

Os resultados dos exercícios físicos podem ser potencializados através de um plano de alimentação ideal e compatível com seus objetivos. A dieta de perda de peso e hipertrofia são completamente diferentes. Dietas prontas ou de outras pessoas, não trarão os resultados esperados por você. Cada modalidade esportiva requer um programa individualizado, com o objetivo de suprir as necessidades calóricas e de nutrientes.

4. Gravidez Saudável

A gestação é uma das fases da vida da mulher que requer uma atenção maior na alimentação, visando atender as necessidades nutricionais da mãe e do bebê. Através de um programa ideal de alimentação, será possível controlar o aumento de peso da mãe e do bebê, promover o crescimento do bebê, além de evitar doenças gestacionais como a diabetes e hipertensão.

5. Disposição

A falta de nutrientes necessários para o corpo humano, pode acarretar na falta de disposição para realizar as atividades cotidianas. A quantidade certa dos grupos alimentares, como carboidratos e proteínas podem melhorar seu desempenho no dia a dia, seja nas atividades no trabalho, exercícios e atividades caseiras.

Em quase todos meus posts, faço a pontuação para sempre consultar um nutricionista. Justamente pelos pontos acima, apenas com uma avaliação específica será possível incluir ou excluir alimentos na dieta e que não impactem no seu desempenho / objetivo nos exercícios físicos.

Parabéns aos queridos nutricionistas pelo dia! :)

Compartilhe:

Um assunto que bombou nas redes sociais na última semana, foi sobre a pílula rosa. Feministas comemoraram a novidade, Machistas questionaram a eficácia e as Vovós estranharam o assunto.

Para quem não sabe a novidade: a Pílula Addyi foi aprovada pelas autoridades que regulam medicamentos nos EUA e deve começar a ser vendida por lá a partir de outubro.

Como-funciona-a-Pílula-Rosa-o-Viagra-feminino

A dopamina é uma substância que ajuda a transmitir a sensação de prazer. Se a quantidade de dopamina diminui, o interesse sexual também. O pílula rosa ajudará a balancear a quantidade dessa substância. Esse princípio ativo é a flibanserina, que foi desenvolvida também como antidepressivo.

Críticos dizem que o remédio é pouco eficaz, mas a droga é uma conquista feminina, afinal, o bem-estar e a saúde sexual da mulher, ganha um novo aliado. Se os homens têm remédios para quando não conseguem fazer sexo, por que as mulheres não?

Cerca de 27% das mulheres sofrem com a falta de desejo sexual. Muitos fatores podem levar ao problema, como sobrecarga de afazeres no dia a dia, cobranças no trabalho, demanda de atenção dos filhos, crises no relacionamento de longa data, problemas com o próprio corpo, entre outros. 

Um estudo já foi realizado na Itália para comprovar a eficácia do produto. Depois de oito semanas tomando a pílula, dois grupos voluntários, um de mulheres entre 40 e 50 anos e outro de mulheres entre 37 e 45 anos, relataram melhora na vida sexual.

Nem tudo são flores, os efeitos colaterais são pesados: tontura, mal-estar, quedas grandes de pressão e até desmaios – principalmente se a mulher tomar bebida alcoólica.

Compartilhe:

Nas dietas atuais, é comum vermos pessoas que eliminam a carne vermelha de seu cardápio, com o argumento de que faz mal à saúde e engorda. Será que é verdade?

De fato, em grandes quantidades pode ser prejudicial à saúde devido ao alto teor de gorduras saturadas. Em quantidades adequadas e fazendo a escolha do corte certo, a carne vermelha pode ser uma aliada muito importante como fonte de nutrientes e para quem tem o objetivo de ganhar massa muscular.

Em relação a carne branca que tem uma quantidade de proteínas compatível à vermelha, ela não contém ferro que só a carne vermelha pode prover. Além do ferro, encontramos vitaminas do complexo B (principal fonte de vitamina B12, que é responsável pela manutenção do sistema nervoso central), zinco, magnésio, sódio, potássio e outros nutrientes. Para quem precisa de uma suplementação de vitaminas, como anêmicos, bariátricos, entre outros, a carne vermelha é a melhor fonte de nutrientes de origem animal.

Já para a galera fitness de plantão, a carne vermelha é uma ótima fonte de proteína de alto valor biológico, que fornece todos os aminoácidos necessários ao metabolismo. Os aminoácidos além de gerarem energia, são responsáveis pela formação da estrutura muscular.

Prefira os cortes mais magros, como filé mignon, lagarto, patinho, alcatra, maminha e coxão duro. Além de preparações mais saudáveis, como grelhados, assados e cozidos.

É possível viver sem carne vermelha, para isso, é necessário substituí-la por fontes que possam prover os mesmos nutrientes e se for necessário utilizar suplementos alimentares / esportivos. Nunca tome esta decisão por conta, apenas um profissional no assunto, como nutricionista, poderá lhe indicar a melhor forma de excluir a carne vermelha do cardápio. Para a inclusão de forma benéfica, a mesma coisa.

Deixo para vocês, uma receita fit com carne vermelha:

Escondidinho Maromba

500g de carne moída magra (uso patinho)
500g de mandioquinha
100ml de leite desnatado
1 colher de sopa de azeite
Temperos a gosto

Modo de preparo:
1. Refogar a carne moída com temperos de sua preferência. Tenho usado o Mr. Dash, tempero sem sódio e com vários sabores.
2. Cozinhar a mandioquinha na pressão por 10 minutos. Após o tempo, escorrer a água e em uma panela, juntar a mandioquinha amassada, com leite e azeite. Deixar na consistência de purê.
3. Em um refratário, espalhar a carne moída em toda superfície e por cima, colocar o purê. Na minha receita, coloquei queijo prato light por cima.
4. Leve em forno ou microondas para aquecer e após estará pronto para servir.

FB_IMG_1440416347592

Feito por mim!

O escondidinho é fonte de proteína e energia através do carboidrato complexo, pode ser utilizado como refeição principal ou pré treino.

Espero que gostem! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe: