Se você está pensando em ir até Bogotá provavelmente vai ter um tio, uma prima, ou mesmo um amigo da onça comentar: “Nossa, Cuidado, é muito perigoso!” Bobeira, avise aos desinformados que isso é passado. Bogotá é a cidade mais policiada das Américas.

Tem policiais por toda parte, cuja tarefa se completa por soldados do exército e seguranças privados, o que dá uma sensação boa de segurança. Não tive nenhum problema, mas é claro, não fui andar a noite pelo centro da cidade (quando as ruas ficam escuras e sem movimento). Não aconteceu comigo, mas dizem que os policiais revistam as pessoas nos espaços públicos (museus, shoppings e até mesmo no ônibus) , eles podem mandar abrir a bolsa e olhar o que tem dentro, independente da tua aparência ser de riquinho ou maloqueiro, turista ou local.

No entanto, eu gosto sempre de ficar em lugares tranquilos, que eu consiga caminhar a noite em segurança.

Acho o item mais importante de qualquer viagem é onde ficar na cidade. Eu pesquisei bastante e sem dúvida nenhuma escolhi a Zona Rosa (bem perto da Zona T), é um bairro residencial, bem limpo, seguro, e no meio da Zona T (região dos restaurante, bares e shopping) e na Parque 93, uma praça Gourmet.

IMG_2204

Ficamos hospedados no Hotel B3 Virrey. Eu adorei! Tem um clima bem descontraído – um lounge que a noite rola um happy-hour – super bem localizado e com preço bem acessível! Ouvi falar muito bem do Celebrities Suites, um apart-hotel boutique bem simpático que fica na Calle 74 com a Carrera 11 em Chapinero.

TRANSPORTE

Provavelmente você já ouviu dizer que Bogotá tem um sistema de transporte super eficiente! É o TransMilenio, construído em 1998, são veículos articulados que circulam principalmente por corredores exclusivos. Atende 70% da cidade e calcula-se que 1.400.000 pessoas se utilizam do serviço diariamente. Como estava a trabalho, utilizei o taxi, mas quem usou, gostou!

bogotá-taxi

Os taxis, são incrivelmente baratos e você encontra milhares na rua! É impressionante a quantidade de taxis que têm Bogotá. Tem a opção de “do hotel” – taxis mais confortáveis porem mais caros – e a opção da rua. O importante é sempre perguntar/negociar o preço antes de entrar no taxi. Ao chegar em Bogotá, no aeroporto, o motorista me cobrou COP 40.000 (Aprox. R$ 50 reais) para ir até a Zona Rosa, depois descobrimos que foi praticamente um assalto um absurdo, o preço correto seria COP 20.000 (Aprox. R$ 25 reais). Então fica a dica: SEMPRE pergunte o preço antes de entrar no taxi.

Estimativa: Para ir da Zona T até o Centro-Candelária nós pagamos 15 mil pesos, aproximadamente R$ 18 reais, para um percurso de 40 minutos (no horário de pico).

CONFIRA TAMBÉM

bogota-oquefazer-01 COMES-BOGOTA-01 BOGOTA-COMPRAS-01

Encontre mais hotéis e hostels na Colômbia:


Booking.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *