A E-Konomista divulgou uma lista com os 10 melhores países para as mulheres viverem, considerando os aspectos saúde, educação e mercado de trabalho. Confira!

10- Holanda

holanda-mulher-01

Uma preocupação é com a igualdade entre homens e mulheres. As mulheres têm direito a aposentadorias iguais às dos homens. O governo vem investindo cada vez mais em políticas a qualidade de vida da mulher.

9- Nova Zelândia

nova-zelandia-mulher-01

No século XIX começaram a ser adotadas medidas visando a igualdade de gênero no mercado de trabalho. No geral, as neozelandesas estudam mais e são reconhecidas por isso, apesar de ganharem um pouco menos.

8- Suíça

suica-01

As mulheres ainda ganham menos, mas os salários têm subido mais e mais rápido que os dos homens. Com cada vez maior entrada no mercado de trabalho, as suíças também estão entre as que mais atuam em cargos públicos e políticos.

7- Suécia

suecia-01

O governo sueco oferece suporte às suecas que queiram ter filhos e manter-se no trabalho com políticas simples como acesso a boas creches e uma licença maternidade de 480 dias a ser dividida entre pai e mãe.

6- Irlanda

ELEMENTOS PARA FOTOS-01

Apenas 2% das mulheres empregadas fazem horas extras. As irlandesas também têm mais expectativa de vida, resultado dos cuidados exemplares com a saúde. Neste país, 100% das gestantes têm acesso ao pré-natal.

5- Canadá

canada-01

As mulheres representam 45% da força de trabalho do país e veem-se alvos de políticas que estimulam a paridade salarial.

4- Noruega

noruega-01

O país possui a maior taxa de participação feminina em ministérios. Elas também são maioria no ensino superior. Consequentemente, estão a caminho de dominar o mercado de trabalho. Entre outras medidas, o governo também teve atenção com as mães trabalhadoras, que têm direito a 52 semanas de licença maternidade.

3- Finlândia

finlandia-01

As mulheres possuem maiores níveis educacionais, são ativas em sua maioria e estão em vias de assumirem o maior número de cargos de chefia.

2- Dinamarca

dinamarca-01

O único país do mundo em que as mulheres ganham mais que os homens. A média salarial mensal delas é de R$ 10.302, a deles é de R$ 10.043, aparentemente pouco, mas o que está por trás disso é bem mais significativo.

1- Islândia

islandia-01

Com uma menor taxa de desemprego, elas têm ainda uma das maiores taxas de natalidade da Europa, mais de 2 filhos, e isso nem de longe compromete a inclusão no mercado de trabalho. Isso é resultado de políticas governamentais e de conscientização, uma vez que o pai também passou a ser igualmente visto como responsável no cuidado primário aos rebentos. Aquele que não gozar dos seus 3 meses de licença parental é visto como irresponsável.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *