Depois de duas semanas longe, estou de volta! E hoje tema é: Dieta vs. Reeducação Alimentar!

Dieta da maçã, do miojo, da proteína, da lua…blablabla…

Quem nunca aderiu à dietas “milagrosas”, cheias de promessas, super radicais e assim que parou reganhou todos os kgs perdidos e até um pouco mais? Não, não sou vidente, nem pesquisei sobre a sua história para saber que é exatamente assim. Eu já tentei de tudo e mais um pouco em relação à dietas ou qualquer outro método supostamente milagroso!

Estes tipos de dieta, geralmente tem prazo de validade, tanto para acabar quanto para re-engordar. Estas dietas são baseadas em poucas calorias, alimentos específicos e baixa qualidade nutricional. Têm como único objetivo a perda rápida de peso, sem promover saúde e a manutenção deste peso perdido.

Dieta tem como objetivo atender a algum motivo terapêutico específico, como redução do colesterol, diabetes, ganho de massa muscular, etc. Para cada uma delas, há um cardápio específico elaborado por um profissional da saúde. Não existe uma dieta pronta, que atenda a todas as pessoas igualmente. Cada um, tem uma necessidade nutricional e objetivos específicos. A manutenção da dieta se dá pela adoção de uma rotina saudável e amparada pela reeducação alimentar.

A reeducação alimentar é o processo de aprendizado, conscientização e mudança de hábito alimentar de forma gradativa. A perda de peso na reeducação alimentar não é tão rápida em comparação às dietas super restritivas, porém os resultados são duradouros e podem até ser definitivos.

O segredo da reeducação é alimentar-se de forma balanceada, abrangendo todos os grupos alimentares essenciais, onde nada é proibido, porém tudo deve ser consumido com moderação.

Seguem algumas dicas para iniciar este processo de mudança:

1. Consuma no mínimo 2 litros de água por dia. A água auxilia o melhor funcionamento do corpo e elimina as toxinas.

2. Coma de 3 em 3 horas. Este hábito, mantém os níveis de glicose estáveis, evita picos de fome e ajuda seu metabolismo a trabalhar.

3. Programe suas refeições. Pensar no que vai comer nas próximas refeições, preparar seus lanches com antecedência, evitam as escolhas erradas na hora de alimentar-se.

4. Qualidade X Quantidade. Nem sempre um alimento menos calórico é o mais saudável. Invista na qualidade dos alimentos e não apenas na sua quantidade de calorias. Um bom exemplo, é o suco light de caixinha que possui menos calorias em relação ao suco de fruta natural, porém, qual traz mais benefícios em relação à saúde?

5. Faça trocas inteligentes. Comece a mudança da sua rotina, trocando alguns alimentos pela versão mais saudável. Alguns exemplos: o leite integral pelo desnatado, o açúcar pelo adoçante, o arroz branco pelo integral, o queijo amarelo pelo branco. Após as trocas, evolua para a inserção de alimentos saudáveis não consumidos anteriormente.

6. Mexa-se mais. Se ainda não tem tempo ou não consegue manter uma rotina regular de exercícios físicos, comece com pequenas ações. Troque alguns andares de elevador pelas escadas, almoce em lugares mais distantes que possa caminhar alguns minutos a mais que o habitual, etc.

Fonte: Cultura Mix - Saúde

Fonte: Saúde – Cultura Mix

Há vários posts anteriores com receitas, como usar os alimentos de forma saudáveis, entre outras dicas que podem ajudar no dia a dia. Reforço sempre a importância de consultar um profissional que possa te ajudar a realizar as mudanças necessárias para a conquista do seu objetivo!

Até a próxima semana! :)

Compartilhe:

Dia de celebrar uma das profissões que passei a admirar e até pensar em estudar! O nutricionista é muito mais que a pessoa que vai te passar uma dieta para emagrecer. É um profissional que promove e recupera a saúde, além de atuar na prevenção de doenças. O nutricionista estuda e conhece profundamente a estrutura dos alimentos e o corpo humano.

O nutricionista pode atuar em várias frentes: Alimentação Coletiva – em empresas alimentícias, restaurantes, hotéis, escolas, etc.; Nutrição Clínica – em hospitais, clínicas, consultórios, etc.; e Saúde Coletiva – na promoção de programas e políticas institucionais.

unnamed

Conheçam 5 benefícios em se consultar com um nutricionista:

1. Prevenção de Doenças

O nutricionista atua na medicina preventiva através da alimentação. Uma alimentação balanceada é capaz de diminuir o risco de infartos, além de prevenir e controlar as doenças crônicas, como diabetes e hipertensão. Até mesmo o câncer pode ser evitado através de uma dieta saudável.

2. Emagrecimento

A obesidade é a doença do século, mais da metade da população está acima do peso. A obesidade é considerada uma doença crônica, mas pode ser controlada através de tratamento médico e nutricional. O nutricionista é capaz de recomendar a dieta ideal para cada caso, através de uma avaliação específica, potencializando a queima de gordura e dos quilos extras. Além de te ajudar a comer bem e fazer as escolhas certas.

3. Exercícios Físicos

Os resultados dos exercícios físicos podem ser potencializados através de um plano de alimentação ideal e compatível com seus objetivos. A dieta de perda de peso e hipertrofia são completamente diferentes. Dietas prontas ou de outras pessoas, não trarão os resultados esperados por você. Cada modalidade esportiva requer um programa individualizado, com o objetivo de suprir as necessidades calóricas e de nutrientes.

4. Gravidez Saudável

A gestação é uma das fases da vida da mulher que requer uma atenção maior na alimentação, visando atender as necessidades nutricionais da mãe e do bebê. Através de um programa ideal de alimentação, será possível controlar o aumento de peso da mãe e do bebê, promover o crescimento do bebê, além de evitar doenças gestacionais como a diabetes e hipertensão.

5. Disposição

A falta de nutrientes necessários para o corpo humano, pode acarretar na falta de disposição para realizar as atividades cotidianas. A quantidade certa dos grupos alimentares, como carboidratos e proteínas podem melhorar seu desempenho no dia a dia, seja nas atividades no trabalho, exercícios e atividades caseiras.

Em quase todos meus posts, faço a pontuação para sempre consultar um nutricionista. Justamente pelos pontos acima, apenas com uma avaliação específica será possível incluir ou excluir alimentos na dieta e que não impactem no seu desempenho / objetivo nos exercícios físicos.

Parabéns aos queridos nutricionistas pelo dia! :)

Compartilhe:

“Doce, doce, doce, a vida é um doce!”. Literalmente meu lema de vida, sou compulsiva por doces desde que me conheço por gente! Faço parte de uma família de obesos e diabéticos, aos 25 anos de vida tomei uma decisão importante na minha vida, onde lutaria contra estes fatores genéticos. Apesar de várias mudanças, a compulsão por doces não me largou.

Com certeza, metade dos meus leitores são compulsivos por doces e estão super se identificando, principalmente as mulheres! Quando vem a bendita TPM então, sai da frente que o leite condensado é nosso…rs

Claro que não vou dizer a vocês, o que um médico me disse um dia: “quando tiver vontade de comer chocolate, coma uma maçã”. Oi? Maçã? Isso funciona com algum ser? rs. Vou trazer para vocês, algumas opções de doces mais saudáveis, que não causarão grandes impactos na dieta e ajudarão nos dias de desespero.

Se você faz acompanhamento com algum médico/nutricionista para algum objetivo específico (peso, diabetes, etc.), reforço sempre a importância de consultá-los para a inclusão das opções abaixo de forma assertiva em seu cardápio.

1. Doce de abóbora com coco

4 xícaras de chá de abóbora
4 colheres de sopa de adoçante culinário
2 colheres de sopa de coco ralado
Canela em pau e cravo a gosto

Modo de preparo: colocar a abóbora em uma panela com o adoçante culinário e deixar cozinhar. Adicionar o coco, canela e cravo. Quando a abóbora estiver macia ou desmanchando, desligar e deixar esfriar. Gostoso servir bem geladinho!

Dica: é possível usar a mesma receita com frutas, como o abacaxi. Fica perfeito!

doce-de-abobora-com-coco

2. Bananinhas Paraibuna

A Bananinha Paraibuna é feita a partir da própria fruta, sem adição de conservantes ou outro produto artificial. É produzida também em versão light, apenas com as frutas maduras, sem açúcar ou adoçante. Contém apenas 69 calorias.

bananinha_paraibuna_2

3. Picolés de fruta

O picolé de fruta é uma das opções mais saudáveis e pouco calóricas entre os sorvetes, no calor dá para usar de vez em quando sem medo de ser feliz. Uma sugestão são os picolés Rochinha, são pouco calóricos e ainda oferecem dois sabores Zero Açúcar, limão e coco branco.

Para reduzir ainda mais o teor calórico, isentar o açúcar e ser mais saudável, faça seu picolé em casa! Basta bater fruta com um pouco de água, se necessário use adoçante, coloque em formas e congele!

rochinha-OK

4. Maça quente com canela

1 maçã
1 colher de chá de adoçante culinário
Canela a gosto

Modo de preparo: cortar a maçã em fatias finas, polvilhar o adoçante e canela. Levar ao microondas por 3 minutos em potência máxima. Prontinho!

maças-assadas

5. Fit Cookies

Os produtos da Fit Cookies são sem adição de açúcar, conservantes e com baixo carboidrato. Eles possuem duas linhas: Doces Proteicos a Pastas. Nos Doces Proteicos há opções de Brigadeiro Fit, Beijinhos Zero e Mousses. As Pastas são várias versões, entre elas de amendoim, amêndoas, entre outras.

Trouxe opções de doces para comprar prontos ou fazer em casa. Se você gosta e pode investir tempo em cozinhar, há várias receitas bacanas de doces fits, basta pesquisar no nosso querido site de buscas. 😉

Compartilhe:

O projeto de ex-gordinha fitness está de volta! Sim, euzinha…rs. É nessa vibe fit, que eu volto para trazer para vocês algumas receitinhas, já faz um tempo né?

Na sexta passada, no dia 10 de Julho, comemoramos o Dia Mundial da Pizza. Pizza está entre meus pratos preferidos, arrisco dizer que como quase todo final de semana. Paixão mundial, pode ter variações de acordo com a localidade e também adaptável aos diferentes estilos de vida. Para quem não quer sair da dieta, não perder o ritmo nos objetivos fitness, existem N receitas de pizzas fake, que matam a vontade da iguaria sem hipocrisia. Afinal, não dá para viver à base de frango e batata doce!

Manaus-Amazonas-Amazonia-Pizza-Rucula-Tomate-Cereja_ACRIMA20120106_0059_23

Priorizei hoje as receitas proteicas, de baixo carboidrato e até sem glúten (não todas ao mesmo tempo), espero que gostem!

Pizza de Frigideira PIS

1 colher de sopa de Proteína Isolada de Soja (PIS)
1 ovo
1 pitada e sal

Misture os ingredientes, despeje e espalhe bem a massa na frigideira antiaderente untada com azeite. Deixe a massa dourar e vire. Coloque o recheio e tampe para aquecer por alguns minutos (fique de olho para não queimar a massa).

Pizza de Frigideira Tapioca

1 ovo inteiro
3 claras
1 colher de sopa cheia de massa de tapioca pronta
1 pitada de sal

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes com a ajuda de um mixer ou liquidificador. Unte uma frigideira antiaderente com azeite e despeje a mistura. Deixe a massa cozinhar em fogo baixo/médio por aproximadamente 5 minutos, fique de olho para garantir que não irá queimar. Coloque o recheio e tampe para aquecer por alguns minutos.

Pizza de couve flor

1 xícara de chá de couve flor picada (apenas as flores)
1 ovo
1 xícara de chá de algum queijo magro

Modo de preparo: Leve a couve flor picada ao microondas por 3 minutos apenas para amolecer. Retire do microondas e misture bem com o restante dos ingredientes. Abra a massa em uma forma e leve ao forno pré aquecido por aproximadamente 10 minutos. Tire do forno, coloque o recheio e retorne para aquecer.

Pizza Low Carb

1 e meia xícaras de farinha de aveia
1 copo de iogurte natural desnatado
4 colheres de sopa de creme de ricota light (ou outro creme de queijo de sua preferência)
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo: Misture todos os ingredientes com a ajuda de uma espátula. Em seguida, sove a massa com as mãos até ficar homogênea. Em uma superfície lisa, abra a massa com o rolo de pizza, deixe-a no formato e espessura desejada. Coloque a massa aberta em uma forma e leve ao forno aquecido por aproximadamente 12 minutos. Tire a massa do formo, coloque o recheio e volte para aquecer.

Trouxe apenas receitas das massas, os recheios ficam ao gosto de cada um. Mas vamos combinar: receita magra, recheios também, ok? rs. Existem versões de queijos lights, opte pelas proteínas magras (atum, peito de frango desfiado, peito de peru light, etc), além das versões com folha como a rúcula e escarola.

Dá para ser feliz fazendo dieta, basta ser criativo!

Se conhecerem mais alguma receita de pizza saudável bacana, deixe aqui nos comentários! Té mais! 😉

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe: