Depois de duas semanas longe, estou de volta! E hoje tema é: Dieta vs. Reeducação Alimentar!

Dieta da maçã, do miojo, da proteína, da lua…blablabla…

Quem nunca aderiu à dietas “milagrosas”, cheias de promessas, super radicais e assim que parou reganhou todos os kgs perdidos e até um pouco mais? Não, não sou vidente, nem pesquisei sobre a sua história para saber que é exatamente assim. Eu já tentei de tudo e mais um pouco em relação à dietas ou qualquer outro método supostamente milagroso!

Estes tipos de dieta, geralmente tem prazo de validade, tanto para acabar quanto para re-engordar. Estas dietas são baseadas em poucas calorias, alimentos específicos e baixa qualidade nutricional. Têm como único objetivo a perda rápida de peso, sem promover saúde e a manutenção deste peso perdido.

Dieta tem como objetivo atender a algum motivo terapêutico específico, como redução do colesterol, diabetes, ganho de massa muscular, etc. Para cada uma delas, há um cardápio específico elaborado por um profissional da saúde. Não existe uma dieta pronta, que atenda a todas as pessoas igualmente. Cada um, tem uma necessidade nutricional e objetivos específicos. A manutenção da dieta se dá pela adoção de uma rotina saudável e amparada pela reeducação alimentar.

A reeducação alimentar é o processo de aprendizado, conscientização e mudança de hábito alimentar de forma gradativa. A perda de peso na reeducação alimentar não é tão rápida em comparação às dietas super restritivas, porém os resultados são duradouros e podem até ser definitivos.

O segredo da reeducação é alimentar-se de forma balanceada, abrangendo todos os grupos alimentares essenciais, onde nada é proibido, porém tudo deve ser consumido com moderação.

Seguem algumas dicas para iniciar este processo de mudança:

1. Consuma no mínimo 2 litros de água por dia. A água auxilia o melhor funcionamento do corpo e elimina as toxinas.

2. Coma de 3 em 3 horas. Este hábito, mantém os níveis de glicose estáveis, evita picos de fome e ajuda seu metabolismo a trabalhar.

3. Programe suas refeições. Pensar no que vai comer nas próximas refeições, preparar seus lanches com antecedência, evitam as escolhas erradas na hora de alimentar-se.

4. Qualidade X Quantidade. Nem sempre um alimento menos calórico é o mais saudável. Invista na qualidade dos alimentos e não apenas na sua quantidade de calorias. Um bom exemplo, é o suco light de caixinha que possui menos calorias em relação ao suco de fruta natural, porém, qual traz mais benefícios em relação à saúde?

5. Faça trocas inteligentes. Comece a mudança da sua rotina, trocando alguns alimentos pela versão mais saudável. Alguns exemplos: o leite integral pelo desnatado, o açúcar pelo adoçante, o arroz branco pelo integral, o queijo amarelo pelo branco. Após as trocas, evolua para a inserção de alimentos saudáveis não consumidos anteriormente.

6. Mexa-se mais. Se ainda não tem tempo ou não consegue manter uma rotina regular de exercícios físicos, comece com pequenas ações. Troque alguns andares de elevador pelas escadas, almoce em lugares mais distantes que possa caminhar alguns minutos a mais que o habitual, etc.

Fonte: Cultura Mix - Saúde

Fonte: Saúde – Cultura Mix

Há vários posts anteriores com receitas, como usar os alimentos de forma saudáveis, entre outras dicas que podem ajudar no dia a dia. Reforço sempre a importância de consultar um profissional que possa te ajudar a realizar as mudanças necessárias para a conquista do seu objetivo!

Até a próxima semana! :)

Compartilhe:

Dia 7 de Setembro, Dia da Independência do Brasil, nada mais justo que um post relacionado a este feriado nacional!

Não vou me estender muito na história, mas sim apresentar a vocês, uma opção de lazer, principalmente para o dia de hoje e para os moradores/visitantes da Cidade de São Paulo. Se não programou nada, o Parque da Independência é opção bacana, que agrega cultura e saúde.

Vista Aérea do Parque da Independência

Vista Aérea do Parque da Independência

No dia 07 de Setembro de 1822 foi declarada a Independência do Brasil por D. Pedro I, que proferiu o Grito do Ipiranga às margens do Riacho do Ipiranga. Em homenagem a este marco histórico, foi tombado o Parque da Independência. Na área do parque está a Casa do Grito, o Monumento da Independência e Cripta Imperial, o Museu Paulista e o Museu de Zoologia (USP).

O parque é dividido em duas partes, já que uma rua o corta ao meio. Na parte mais abaixo, está localizado o Monumento da Independência e a parte acima, o Museu do Ipiranga. Nesta divisão, também conseguimos dividir os grupos de esportistas.

Na parte abaixo, encontramos muitos skatistas com seus longboards, o Parque oferece uma descida larga, não muito inclinada, mas perfeita para prática do esporte devido as condições do asfalto.

virada-esportiva-parque-da-independencia

Na parte acima, encontramos os corredores e praticantes de caminhadas. Atrás do Museu, há uma pista de cooper, não muito extensa, porém bastante arborizada que permite caminhar ou correr curtindo um visual muito agradável.

IMG_1621-e1390825650505

O parque também oferece aparelhos de ginástica e playground. Um dos pontos legais, é que é possível entrar com cachorros. Ou seja, o parque atende a todos os públicos, até mesmo os caninos.

Curtiu? Veja onde está localizado e horário de funcionamento:

Endereço: Av. Nazareth, s/n – Ipiranga
Horário: diariamente das 5h as 20h
Telefone: (11) 2273-7250

Compartilhe:

Sem dúvida, o Pilates é um dos exercícios que ganhou mais destaque nos últimos tempos. Uma modalidade muito democrática, que atende a todos os públicos, desde atletas à sedentários e até quem possui problemas de saúde. O Pilates foi criado na década de 1920 pelo alemão Joseph Pilates, com a proposta de um melhor condicionamento físico e mental.

01_pilates

Apesar de algumas academias terem aulas de Pilates realizadas em salas de ginástica, o Pilates em sua essência é realizado em estúdios e em aparelhos específicos. Os exercícios são de baixo impacto, com movimentos suaves, poucas repetições, foco no fortalecimento muscular e controle da respiração.

O Pilates é muito recomendado ao público que possui problemas ósseos ou articulares. Pilates é unanimidade entre os meus médicos, já que possuo 2 hérnias de disco e esta é a modalidade que melhor garantiria o fortalecimento da minha lombar. Ainda não iniciei, quem sabe em breve.

São recomendadas em torno de 2 a 3 aulas por semana para obter bons resultados e deve ser sempre realizada com profissionais habilitados no assunto. Pessoas com problemas mais graves, é recomendado que tenham acompanhamento de um fisioterapeuta.

Para quem quer perder peso, apesar do gasto calórico, não é o principal objetivo do Pilates. Mas pode ser complementar!

pilates-solo-aparelho

Abaixo estão os principais benefícios do Pilates, que não são poucos:

  • Promove fortalecimento muscular;
  • Melhora da respiração;
  • Diminuição do estresse;
  • Melhora da coordenação motora;
  • Correção postural;
  • Aumento da flexibilidade e promoção de relaxamento;
  • Melhora da mobilidade das articulações;
  • Melhora da concentração;
  • Alívio das dores crônicas;
  • Promove o fortalecimento dos órgãos internos;
  • E muito mais.

Infelizmente, o valor é um pouco salgado, mas em compensação são muitos frutos bons para colher. Em São Paulo, há milhares de estúdios espalhados pela cidade, muitos oferecem aulas testes. Se você se interessou, experimente!

Se você já pratica, conta aqui para gente quais foram seus principais ganhos com o Pilates! :)

Compartilhe:

Nem todos exercícios são sinônimos de dor e sofrimento, claro os apaixonados pelo mundo fitness nunca enxergarão dessa forma, mas naturalmente e para reles mortais, geralmente manter uma rotina de exercícios pode significar sacrifício.

Muitos tem pavor de musculação, no meu caso, tenho pavor de esteira e bicicleta. Fazer exercício cardiovascular num ambiente interno, parado, sem alguma distração, não me apetece. Isso muda quando estou num ambiente externo.

Mas voltando ao foco do post, hoje em dia, as academias oferecem um cardápio bastante variado de aulas de ginástica, que oferecem resistência cardiovascular, fortalecimento muscular, flexibilidade, etc., além de aulas super divertidas, que mal sentimos o peso dos exercícios e o tempo passar!

Experimentei muitas dessas aulas nas últimas semanas e amei! Seguem algumas dicas de exercícios para curtir e se divertir, a queima de calorias e o ganho de massa magra acabam sendo coadjuvantes:

Zumba

Quase uma aula de dança! O exercício mistura movimentos aeróbicos e coreografias latinas, como a salsa e o merengue. A a Zumba é um ideal para quem procura emagrecer: cada aula com duração de uma hora pode queimar até 1.000 kcal. Promove um bom condicionamento cardiovascular, os músculos são trabalhados como um todo, além de melhorar a coordenação e o equilíbrio.

Body Systems

São 10 modalidades licenciadas pela Less Mills Brasil: Power Jump, Body Attack, Body Balance, Body Combat, Body Step, Body Jump, Body Pump, Cxworks, RPM e Sh’ Bam. Vou falar das mais legais (para mim):

Power Jump: é uma aula de ginástica de alto gasto calórico (em média média de 700 kcal por aula) e trabalho cardiovascular, realizada em mini trampolins. Melhora o tônus e a força da musculatura dos membros inferiores, ajuda na circulação e até nas celulites! A aula é super descontraída, são realizadas coreografias conduzidas pelo professor através de saltos nos mini trampolins!

Body Step: é um treinamento de ginástica em cima de um step, ajustável para diferentes alturas, com movimentos simples em cima e em volta dele. Junto com coreografias é composto por treinos cardio e músicas para condicionamento muscular que irão gastar em torno de 620 kcal a cada aula, além de definir, tonificar o corpo, especialmente os membros inferiores.

Body Pump: é o programa de ginástica com barras e anilhas, que fortalece e define o corpo por inteiro. Queima em torno de 560 kcal, define a musculatura, aumenta força, resistência muscular, densidade óssea e melhora a postura.

Body Attack: é uma aula de treinamento de alta energia que combina movimentos aeróbicos atléticos com exercícios de força e estabilização. Inspirada em movimentos derivados de esportes como vôlei, tênis, basquete e futebol. Queima em média 730 kcal por aula, melhora o condicionamento físico, a coordenação motora, a agilidade, desenvolve a resistência cardiorrespiratória, tonifica a musculatura e ajuda a diminuir o risco de doenças cardíacas.

Sh’Bam: é uma aula de dança, com músicas que estão nos topos das paradas e com movimentos simples e modernos. Queima muitas calorias, média de 500 kcal a cada aula. Melhora o condicionamento físico, a aptidão cardiovascular, a coordenação motora, a noção de ritmo e a movimentação.

aulas

Bike Indoor / Bike Class/ Spinning

As aulas são coreografadas e realizadas em uma bicicleta que simula uma bike de corrida e é diferente da bicicleta ergométrica. O segredo é a escolha das músicas e um professor que incentiva a chegar nos resultados esperados a cada série de exercícios! Tem alto gasto calórico que pode chegar a 600kcal em uma hora. Auxilia na perda de peso, tonificação das pernas, resistência cardiovascular, melhora na frequência cardíaca e no alívio do estresse.

E vocês? O que fazem de legal? Compartilhem aqui com a gente! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe: